terça-feira, 19 de junho de 2007

Apetece-me

fugir. Levar mori, raquetes (sim, raquetes é essencial! exercício! exercício! além do acto físico do amor, claro...), livrinhos, musiquinha, e um fatinho de banho (fosgasss eu falo bué em diminutivos, tenho-me vindo a aperceber...). Não é preciso mais nada.
Há alturas na vida em que parece que não se vai aguentar muito mais, mas depois aguenta-se. Só fica esta vontade de fugir, que está sempre cá, mas nestas alturas fica mais forte.

3 comentários:

AnaRito_AnaRita disse...

essas vontades são boas querida Fi! e dão alento ou alentinho como tu dirias!


a mim apetece-me algo não sei bem o quê.

não me apetece trabalhar mas tb nao me apetece estar em casa. não me apetece mexer mas tb nao me apetece estar quieta. não me apetece nada e tudo!!!

ARGHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!

Flica disse...

Mediante as possibilidades desta vida e neste instante, e fazendo um esforço por ter vontades realistas, o que me apetece MESMO É UM BAITA DUM PW! OH YEAH!!! EXERCÍCIO! EXERCÍCIO!

Pat disse...

Tá forte tá amiga!Está muuuuito forte!