terça-feira, 4 de maio de 2010

Libertação

Há já algum tempo que estava para escrever algo sobre a minha vida nos últimos tempos...sobre as mudanças, os embates, as transformações e a sensação gradual de libertação. Libertação, não de fantasmas submersos, associados a experiências marcantes, ou marcadamente negativas, mas antes libertação como sinónimo de vida, renascimento, conhecimento e aprendizagem. E por isso, aqui e agora, afirmo e confirmo que os últimos tempos foram, sem sombra de dúvida, uma explosão emocional, com o pior e o melhor de mim. Razões mais do que suficientes para querer agora aproveitar cada instante e dedicar-me todos os dias. Todos os minutos são preciosos, todos os momentos especiais e por isso a contagem não parou por aqui. Antes pelo contrário…começa agora.

5 comentários:

O Atelier do Papel disse...

viva ju! a novos recomeços ergo a minha taça...
e a essa força dentro de ti que é maior do qualquer uma de nós suspeitava.
beijo

AnaRito_AnaRita disse...

Adorei ler-te Ju. E adoro confirmar que de facto estás bem. Cada vez mais bem :-)

Bj grande e tenho saudades tuas

Fi disse...

na realidade fui eu fi que comentei e não o atelier do papel... sorry.
muitos beijos

Ju disse...

De facto, o que me dá alento e ainda mais força para tudo é perceber que vos tenho...obrigada minhas queridas. Love u.

:)

Fi disse...

Same here babes