terça-feira, 11 de julho de 2006

Tou a Abarrotar!!!

DIÁRIO DE UMA DIETA>> Querido Diário> Vou começar a fazer dieta hoje. Preciso de perder oito quilos. O > médico aconselhou-me a escrever um diário, onde devo apontar tudo aquilo > que como e falar sobre o meu estado de espírito. Estou entusiasmada e > sinto-me de volta à minha adolescência. Por mais sofrimentos que a dieta > implique, vou-me sentir compensada quando conseguir caber naquele > vestidinho preto maravilhoso. Vai ser óptimo!>> Primeiro dia de dieta> Um triângulo de queijo magro. Um copo de diet shake. O meu humor está > óptimo. Sinto-me mais leve. Uma leve dor de cabeça, talvez.>> Segundo dia de dieta> Uma salada de alface. Uma torrada de pão integral. Um iogurte. Ainda > me sinto muito bem. A cabeça dói-me um pouco mais, mas não é nada que uma > aspirina não resolva.>> Terceiro dia de dieta> Acordei a meio da madrugada com um barulho esquisito. No princípio, > ainda pensei que fosse algum ladrão, mas depois percebi que era o meu > próprio estômago a roncar tão alto, que até metia medo. Bebi um litro de > chá e passei o resto da noite a levantar-me para ir à casa de banho.> Nota: Nunca mais tomo chá de camomila!>> Quarto dia de dieta> Estou a começar a odiar as saladas. Sinto-me como se fosse uma vaca a > mastigar ervas. Ando meio irritada. O tempo também não ajuda. A minha > cabeça parece um tambor. A M. comeu uma pizza hoje ao almoço. Mas eu > resisti.> Nota: Odeio a M.>> Quinta dia de dieta> Juro por Deus que, se vir mais algum triângulo de queijo magro à > minha frente, vomito! Ao almoço, senti como se a salada se estivesse a rir > de mim. Gritei com o J. e com a M. hoje! Preciso de me acalmar e de me > voltar a concentrar. Comprei uma revista com a Sofia Aparício na capa. Não > posso perder de vista o meu objectivo.>> Sexto dia de dieta> Estou um caco. Não dormi nada esta noite. E o pouco que dormi, sonhei > com pudim de ovos. Estou capaz der matar por causa de um pastel de nata, > hoje...>> Sétimo dia de dieta> Fui ao médico. Emagreci 250 gramas. Cabrão! Andei a semana toda a > comer ervas, só me falta mugir e ele ainda me diz que perdi 250 gramas! > Ele explicou-me que isto é normal: as mulheres demoram mais a emagrecer e > ainda mais na minha idade. O filho da puta chamou-me gorda e velha!> Nota: Procurar outro médico.>> Oitavo dia de dieta> Fui acordada hoje por um frango assado. Juro! Ele estava à beira da > minha cama, a dançar o can-can.> Nota: O pessoal lá do escritório hoje olhou para mim com um ar > esquisito.>> Nono dia de dieta> Não fui trabalhar hoje. O frango assado voltou a acordar-me, desta > vez a dançar a dança do ventre. Passei o dia no sofá a ver TV. Acho que > estou a ser vítima de uma conspiração. Todos os canais passavam receitas > culinárias. Ensinaram a fazer tarte de maçãs, salame de chocolate e > sanduíches variadas e criativas, para fugir à rotina.> Nota: Comprar outro controle remoto: num acesso de fúria, mandei o > meu pela janela fora.>> Décimo dia de dieta> Meu Deus, como eu odeio a Sofia Aparício!!!>> Décimo primeiro dia de dieta> Dei um pontapé no cão da vizinha. Gritei com a mulher da limpeza. O > J. não entra na minha sala. As Secretárias encostam-se à parede quando eu > passo.>> Décimo segundo dia de dieta> Sopa> Nota: Nunca mais jogo póquer com o frango assado. Ele faz bluff.>> Décimo terceiro dia de dieta> A balança não se mexeu. Ela não se mexeu! Não perdi nem um mísero > grama! Desatei a rir à gargalhada. Assustado, o médico sugeriu um > psicólogo. Acho que chegou a falar em psiquiatra. Será por eu o ter > ameaçado com um bisturí?> Nota: Não volto mais ao médico, o frango acha que ele é um charlatão.>> Décimo quarto dia de dieta> O frango apresentou-me uns amigos dele. A picanha é óptima e a torta, > embora meio enfezada, é um doce.>> Décimo quinto dia de dieta> Matei a Sofia Aparício! Cortei-a em pedacinhos, a ela e a todas as > fotos de modelos escanzeladas que tinha em casa.> Nota: O frango e os seus amigos estão chateados comigo. Comi um > pedaço do Sr. Pão. Mas foi em legítima defesa. Ele ameaçou-me com um > pedaço de salame.>> Décimo sexto dia> Terminei a dieta. Chateei-me com o frango e comi-o, acompanhado com o > pão. Terminei com a tarte, Ela realmente era um doce.

2 comentários:

juzita9 disse...

Que merda de livros é que tu andas a ler??...

Flica disse...

Ehehehe lindo!!! E mais lindo ainda foi o brigadeiro que dividimos ao jantar! Só foi pena teres que ir para casa ver a FLORIBELA!!!!!!!!! Ainda me custa acreditar nesse nome... Beijos