segunda-feira, 27 de abril de 2009

Partilha

Desde que engravidei que escrevo para a minha filha (ainda me sai mal esta expressão!!! :-))

E partilho agora convosco um dos primeiros textos que lhe fiz, ainda grávida, e que agora acabei de reler.

Bjs

"Sábado, 6 de Setembro de 2008

Beatriz

É uma menina...

Não sei explicar a emoção nessa altura. É esquisito. Mas eu sabia. Sabia e pronto.

E após tantas aventuras e desventuras nestes primeiros 3 meses. Ufa...

Não sei lidar com meninas e traumas de infância metem-me medo. Mas quero-te a ti. E espero por ti. Ainda não sei ter o amor de mãe. Tudo parece forçado e não natural. Acho que se desenvolve. Vamos ver.

Não sei gostar de meninas filhas mas acho que já gosto muito de ti. A palavra filha assusta. Filha sou eu. E agora és tu!! Os pontos de exclamação não são agressivos e o tom é bom.

Faltam 5 meses para te ver. Beatriz. Mas já te vou conhecendo. A minha filha."

2 comentários:

Flica disse...

ohh...que bonito! e pensar que agora é a tua bonequinha, tu que não gostavas de bonecas como dizes, acompanha-te para todo o lado, a ti que te faz confusão sentires-te presa. Faz-te redefinir prioridades, faz-te rever opções de vida que eu nunca te pensei ouvir considerar...

Ju disse...

Se assim não fosse, cheia de anseios, dúvidas, expectativas, medos...é que pareceria estranho. Estás a viver uma experiência única e isso acarreta mudanças, muitas. Fico feliz. É o início de tudo.